No começo eu não conseguia aceitar que eu estava tendo dias improdutivos, sem rendimento, sem inspiração. É como se meu corpo estivesse cansado depois de tanto desempenho que eu gastei nos últimos tempos. Principalmente pra cuidar do novo visual do blog.

E eu comecei a ficar totalmente intolerante com o fato de que eu não tinha paciência pra nada. Games, vídeos, roteiros, blog… Eu simplesmente não conseguia sentar e criar algum conteúdo. E nem era falta de ideias. Eu tinha ideias incríveis, mas não queria desenvolvê-las.

Hoje, depois de um final de semana cheio de surpresas – eu ganhei um cachorro! – de muito carinho e amor, eu comecei a refletir sobre a besteira que foi isso tudo. E a besteira não foi eu ter passado por isso.

Foi eu não ter me permitido viver isso. 

Quantas vezes você já não se recusou a ficar na bad e um pouco depois parece que toda a sua produtividade se foi? Porque você não consegue se concentrar, porque seu corpo está cansado, porque sua energia não tá a mesma daquilo que você está se forçando a fazer. São enormes as possibilidades de você se negar viver um sossego, um descanso, uma bad, e acabar virando uma bola de neve de dias ruins. Que na verdade, poderiam muito bem ter acabado mais cedo.

Absorvendo cada vez mais do minimalismo, eu aprendi que a alma também pode viver disso. Nosso estado de espírito. Humor. A gente tem que ter um tempo pra deixar ir embora o que tá de ruim na gente. Desapegar dos sentimentos ruins, mágoas, irritações. Achar um lado bom da coisa, ou só descarregar mesmo, pra sair tudo de uma vez.

Mas isso não é feito em um instante, certo? Você precisa de um tempo. E é isso que eu fiz. Me deixei viver essa impaciência. Hormônios que temos já são loucos, pra que eu ia me forçar a não ser ou sentir o que estava acontecendo?

Esse post é sim um desabafo. Do que já passou. Eu me permiti viver um dia parado e tedioso pra poder exaurir cada pedacinho de qualquer mal humor e desmotivação que eu tivesse. Então só pare pra pensar: se quanto mais energia ruim você guarda, mais ela se acumula, porque não deixar ir embora logo?

Se permita sentir. Se permita ser. Até quando for um dia ruim. É como diz aquela frase clichê lá: Antes de qualquer arco-íris tem que vir a chuva. Permita a chuva cair. Seja a chuva e depois vire luz.

2 Comments

  1. Achei que só eu estava passando por isso, parece que quando estou com minha familia só quero curti a presença deles, mas quando me deito quero criar as postagens do blog e vem tantas ideias e maneiras de pesquisar, porém quando pego o computador me sento cansada e desanimada isso é horrível por sinto preciso colocar as ideias pra fora e faze-las, vou seguir sua dica e ficar esse tempo “bad” só descansar. Beijos!

    • Pois é Regiane. A gente parece que tá empolgada mas o corpo tá pedindo um tempo mesmo. É terrível sentir isso mas é melhor deixar passar do que ficar nos forçando, não é? Descansar de vez em quando é maravilhoso ♥

Write A Comment

Pin It