“Ter uma lista de contatos infinitos que só estão ali empoeirando uma prateleira é como se não você não tivesse nada”

O minimalismo vem se tornando algo bastante comentando entre as pessoas, já que cada vez mais muitos começam a questionar e entender algo em comum, o consumismo. Ele nada mais é que um estilo de vida, que prega a ideia de ter só o suficiente, ter uma vida simples entrando em todas as áreas, seja bens tangíveis e intangíveis.

O legal desse estilo, é que ele fala muito sobre ser mais e ter menos, ou seja, gastar nossa energia ou até mesmo dinheiro com coisas que podemos sentir, e não só em materiais.

minimalismo com as pessoas

Foto: Paulinha Sampaio e Viih Rocha

Algumas pessoas confundem muito o minimalismo já que acreditam que você não pode ter absolutamente nada em excesso, mas não é exatamente assim. Ele deixa a ideia de você ter o mínimo das coisas, mas se você tem algo que te faz bem, e não se trata de uma compulsão, não faz sentido você excluir isso.

O minimalismo também é importante quando se trata de pessoas.

Quando falamos sobre esse estilo de vida, é muito falado sobre a moda minimalista, arquitetura minimalista, entre outros fatores que estão ligados às matérias. Entretanto, não é tão comentado sobre o que é o minimalismo relacionado a pessoas.

Sabemos que a principal ideia dele é descartamos coisas que não fazem mais sentido na nossa vida, por exemplo, aquela blusa que você não usa mais. Com pessoas não é diferente. Parece um pouco grosseiro, falar sobre o descarte de pessoas, mas é exatamente isso que afeta diversas áreas na sua vida.  Quando você termina um namoro, por exemplo, muitos pesquisam sobre o fim de relacionamento, o que fazer a respeito disso. Em casos de amizade é a mesma coisa, mas a verdade é que quanto mais você ficar próximo de pessoas que não te agregam a nada, mais você irá se machucar.

Pessoas entram e saem da nossa vida a todo momento, mesmo que seja por circunstâncias. Aprenda a lidar.

Infelizmente a vida é um ciclo, no qual entra e sai pessoas. Você não tem que ser uma pessoa rude, que descarta todo mundo como se não tivessem importância, mas é necessário rever quem faz parte do seu cotidiano e o que as pessoas te trazem de bom. Ter uma lista de contatos infinitos que só estão ali empoeirando uma prateleira é como se não você não tivesse nada. Aprenda a tirar aquilo que não te agrega em nada, e aprenda a não se basear em pessoas.


Esse artigo incrível foi feito especialmente aqui pro MJ pela Brenda Caroline.

Você já pensou e sabia sobre este lado do minimalismo?

2 Comments

  1. Analia Menezes Reply

    ”quanto mais você ficar próximo de pessoas que não te agregam a nada, mais você irá se machucar.” Só li verdades! Sou adepta do minimalismo já tem um tempo e desintoxicar de algumas pessoas me fizeram bem.. Não me agrega, sai fora! Nem precisa ser rude, só se afasta! Meus contatos são apenas os essenciais..
    Adorei o post!
    beijinhos
    Blog Levando a Sério | Facebook | Instagram

    • Exatamente! Isso eu venho praticando mesmo bem antes de conhecer o estilo de vida minimalista e achei muito importante compartilhar esse artigo da Brenda. Pessoas que não agregam nada na nossa vida se tornam tóxicas também. É bom demais poder viver apenas com as pessoas que são essenciais pra nossa vida. ♥ Fico muito feliz que gostou

Write A Comment

Pin It