diyblog

A Importância de Personalizar sua página 404

Janeiro 10, 2018
a importancia de personalizar sua página 404

Você já pensou na importância de personalizar sua página 404? Tá achando que é brincadeira?

Pode ser que você não tenha botado fé ainda nesse post. Eu não duvido nada disso. Mas com o passar da sua leitura, você vai entender e agradecer por saber disso. Vamos começar falando sobre o que é a página e como ela é.

A Página 404 é aquela página, normalmente em branco em sites, que você encontra praticamente um texto sem formato nenhum escrito “Error 404 Not Found” ou traduzindo, Erro 404 Não encontrado. Isso quer dizer que o que você solicitou para aquele site, seja uma pesquisa ou um link, não foi encontrado ou não existe ali.

Em blogs, essa página normalmente leva o layout do blog em si. Isso quer dizer que pode aparecer a mensagem de “Erro 404” ou “Não encontrado”, mas você não vai ver aquela página branca horrorosa. Em vez disso, é como se você abrisse uma página ou um post do seu blog, e no lugar do conteúdo fosse encontrada a mensagem de erro. Se quer conferir como é sua página, abre seu site e digita aí /amobabygroot e confere (a não ser que você realmente tenha uma página que diga que você ama o baby Groot, aí digita banana sei lá).

O PROBLEMA

Agora que você entende e lembra direitinho como são as páginas 404, a gente pode pensar um pouco sobre. Você já parou pra pensar no fato de que alguém pode parar nessa página e não ver nada? Que alguém pode começar no seu blog direto neste 404 e não encontrar n-a-d-a?

Vamos deixar mais rico esse pensamento com um exemplo do meu blog:

Eu comecei a religião Pinterest – amém – faz um bom tempo, quando meu blog ainda era da plataforma Blogger. Ao migrar para o WordPress.org, meus URLs deixaram de ter aquele irritante e clássico “.html” no final. Ou seja, meus links mudaram! Não fosse o suficiente, o WordPress automaticamente migrou meus posts deixando o link assim como é o título, e não como eu o personalizava para um melhor SEO. Tem post pra isso tudo e vou deixar logo mais à frente mas, foco.

Além de ser um trabalhão eu reformar os posts que ficaram mal formatados, com link errado e ruim para SEO, talvez você tenha esquecido que eu falei sobre o Pinterest ali mais cedo. Então… Quando você usa o Pinterest para mostrar seu trabalho, você está usando as imagens lá, e para a pessoa ler o post, tem um link para ela ser redirecionada pra cá né? Lembra que eu disse que comecei a usá-lo no Blogger? Poooooooois é!

Eu tinha muitos acessos, e essas pessoas queriam ver meu conteúdo mas davam de cara com o Erro 404! Isso é péssimo porque – gente não se ofendam mas… – as pessoas normalmente são preguiçosas e poderiam desistir de procurar pelo assunto dentro do blog mesmo deparando com esse erro. Logo: Menos um leitor em potencial e mais taxa de rejeição.

Leia também:

Como diminuir a taxa de rejeição do seu conteúdo

7 dicas de como otimizar o seu blog

Saiba o que é SEO e porque você deve fazê-lo

Entendeu agora? Sim? Não? Vamos prosseguir com a lógica de como solucionar isso, com uma frase bem bonita e profissional.

UM PASSO À FRENTE DO SEU LEITOR, PARA AGRADÁ-LO E TORNÁ-LO FIEL

Se quando acontecesse este problema, que me trouxe mais taxa de rejeição e menos leitores potenciais eu tivesse uma forma de explicar ali na cara do visitante que o link estava errado e que ele poderia encontrar as informações que queria clicando logo ali, esse prejuízo não seria tão grande.

Sua página de “Não encontrado” não pode ser só uma via sem saída e pronto. Não encontrou o que procurava? Uma pena! Mas o visitante pode e deve ter um caminho a seguir para se amparar depois desse problema. Você deve mostrar para o visitante/leitor que apesar de ele não ter encontrado o que procurava, tem outras coisas em seu blog que podem o agradar. Não só isso. Explique-o que a barra de pesquisa está logo ali para ajudá-lo. E que só basta procurar escrevendo a palavra chave.

Com tudo isso explicado, clique aqui e veja as medidas que eu tomei para solucionar este detalhezinho nada auspicioso. Legal e importante, né?

Coloque os temas que você mais gostaria que as pessoas acessassem, e os mais populares por exemplo. Deixe alguns posts por lá e algumas orientações. Mostre que aquela não é uma página esquecida e que o visitante não tá perdido coisíssima nenhuma. Use sua criatividade, sabe? Faça uma navegação clara e boa. Faça call-to-actions ali mesmo, e também aproveite para por suas redes sociais se quiser.

A página pode ser personalizada por você ou pelo seu programador. Você é obrigado a fazer isso? Não, lógico que não. Mas é uma medida absurdamente sensata para você manter os visitantes em seu blog e mostrar que tem muito mais conteúdo quando eles não encontram uma coisa que procuram.

Apesar dos meus posts terem como público alvo os criadores de conteúdo, isso também é algo absurdamente útil para quem trabalha com marketing, negócios ou publicidade.

É uma solução absurdamente inteligente e que abaixou um pouquinho na última semana minha taxa de rejeição e a tendência é continuar abaixando. Eu acredito muito que tudo pode ter uma solução e que você mais do que ninguém deve conhecer o seu blog/site. E agora você sabe qual é a importância de personalizar sua página 404.

Você já havia pensado nisso antes? Irá aderir?



2 respostas para “A Importância de Personalizar sua página 404”

  1. Como dá raiva quando essa página aparece huahsuash
    Eu personalizei a minha, para parecer mais simpático 🙂 mas agora que eu li o seu post acho que vou dar uma atualizada nela pq não botei as orientações que vc mencionou do post
    Adorei a dica 🙂

    Bjs <3
    Blog:ShyandBrave

    • Meio Julia disse:

      Não dá raiva? Eu sinceramente como instinto fecho essa página quando aparece e procuro em outro lugar. Por isso eu acho que pra evitar que o visitante casca fora do nosso bloguinho suado que a gente vive se esforçando, é uma ideia importante demais, né? ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Perfil

Aqui vai uma descrição massa sobre mim ne. Bem massa mesmo. Eu não sei porque, mas eu só falo "massa" quando eu to fazendo testes. Não uso essa palavra muito não... Na vida mesmo, não.


Anuncie Banner Sidebar
butlariz