6 pensamentos e hábitos que aprendi na moda

6 pensamentos e hábitos que aprendi na moda

Eu já considero que estou aprendendo mais sobre a moda e conseguindo por meu estilo que tanto sonho em prática, e isso é maravilhoso para mim

Cada dia que passa eu estou mais engajada no mundo da moda, e eu realmente gosto disso. É interessante quando você aprende coisas novas, acostuma-se com elas e adquire um certo amor.

Sempre admirei muito a moda e quis entendê-la, e o blog me deu a oportunidade de compartilhar mais sobre o assunto. Com isso, quanto mais eu lia, mais eu entendia um pouco aqui e ali sobre algumas dicas ou coisas interessantes. Aprendi hábitos, aprendi lições muito importantes, e dentre tantas outras coisas, aprendi como encontrar meu estilo e estou me inserindo nele como eu tanto queria.

Depois de pensar um pouco em vários posts, me inspirei e pensei em contar a vocês. São os pensamentos e hábitos que eu adquiri enquanto aprendia a como me sentir bem com a minha moda, o meu estilo. Mas não só isso, mas como me manter organizada e de bem com a moda. Então eu espero que esse post sirva para inspirar e te deixar tão segura quanto eu me sinto cada vez mais nesse mundo fashionista!

1. PENSAR MUITO ANTES DE FAZER UMA COMPRA

Não adianta nada você achar aquela peça incrível na promoção se você nem tem como usá-la. E também não vale a pena comprar algo que você jura que é lindo e usar uma ou duas vezes e já esquecer totalmente dela.

Uma coisa que eu sempre fui, é consciente com compras. Mas aprendi a ser mais ainda com as roupas e acessórios. Eu penso sempre em como eu usaria aquela peça antes de comprá-la. Se eu usaria ela muito e se valerá mesmo a pena eu gastar meu suado dinheirinho.

É sempre bom você manter em mente que não vale de nada comprar uma peça só porque ela tá na moda e você usar ela uma vez pra nunca mais. Pense bem. Se você ama a peça, use ela sempre que for legal. Se for para não usar, pra que mesmo você está escolhendo ela?

2. PLANEJAR O LOOK COM ANTECEDÊNCIA

Você já pensou no quanto a correria pode afetar na sua criatividade? Eu já descobri que sou o tipo de pessoa que tem um dia mais produtivo quando as coisas são planejadas com antecedência. Se você acha que terá um dia bastante corrido e sem muito tempo para planejar as roupas que você irá usar, planeje na noite anterior como você deve se vestir para a ocasião.

Apesar dessa dica, eu também sou um pouco de mood. Então se eu mudar de humor mesmo depois de planejar o look eu posso acabar apostando em uma coisa mais animada ou romântica no look por exemplo. É uma dica mais particular, mas muito útil para a sua viagem ou aquele dia que você terá um compromisso e que precisa se vestir bem!

3. TEM SEMPRE COMO SE INSPIRAR

Se você quer ter aquele espírito fashionista na sua vida e não tem uma pastinha de fotos de looks para se inspirar, faz um, vai! Eu ter boards no Pinterest para organizar e me inspirar e também em outros lugares como no meu celular, me ajudam muito.

Você pode sim tirar a inspiração de você mesmo. Mas de vez em quando dar uma olhadinha em fashionistas que você ama pode te motivar mais ainda. Ás vezes um detalhe ou outro que você nota faz diferença quando você tenta se inspirar. Ter algumas referências é sempre bom.

4. DESAPEGAR DO QUE NÃO É USADO OU NECESSÁRIO

Mesmo quando a gente só compra o que ama usar e usa até acabar, a gente sempre tem uma coisinha ou outra pra desapegar. Desde que eu adotei a organização na minha vida, desapegar é parte do processo. Penso que sempre é bom você dar uma olhadinha, mesmo que seja semestralmente, para ver o que você tem pelo guarda-roupas que pode ter outro destino.

Na dúvida sobre o que desapegar, eu uso os seguintes critérios/perguntas:

  • Gosto muito dessa peça?
  • Uso muito essa peça?
  • Há quanto tempo eu não uso ela? Se não a usa há mais de um ano, desapegue.
  • Ela está em boas condições?
  • Se eu não lembrava (real) da peça eu desapego dela sem fazer as perguntas anteriores. Se você não sente falta, é porque ela não era tão importante assim!

Ah! Quando você tirar boas peças, pense em doá-las para alguma instituição ou alguém que precisa, ou até mesmo ganhar uma rendinha vendendo suas roupas no Enjoei ou abrindo um brechó online, que tal ein? Oportunidade de rentabilidade não tá faltando!

5. É TENDÊNCIA, NÃO OBRIGAÇÃO

Repete comigo esse título gente! Isso é algo que eu sempre soube: Existir uma tendência bombando não quer dizer que você tenha que a seguir obrigatoriamente. Ninguém vai te olhar feio na rua por causa disso.

Você pode seguir as tendências sim e isso é ótimo, maravilhoso. Mas siga aquilo que realmente tem a ver com você. Aquilo que você veste e pensa “que pessoa linda do caramba eu sou”. Eu mesma corro de chinelo slide como o diabo foge da cruz. Mas tem quem ame e use muito. E tá tudo bem!

6. VESTIR O QUE FAZ BEM

A gente não tem que seguir loucamente a moda. Nós quem fazemos a nossa moda, nosso estilo. Sim, podemos nos encaixar nas coisas que são tendência. Seguir a moda é sempre bom. Mas não fica na fissura tá? Respira e pode usar sua calça rosa millenium pra sempre que tá tudo certo. Se você tá feliz nela, não há mal nenhum. Quero ver quem tira minhas tratoradas do meu pé depois que essa moda acabar!

Se você for esperto, consegue ornar coisas tendência com coisas atemporais, ou de “outras modas”, enfim, com o que você quiser. E mesmo que não consiga, não fique com medo de errar nas roupas que veste. Você vai descobrindo o seu jeito de vestir com o tempo, e enquanto isso, o importante é que você se sinta bem.

E você, qual é o seu hábito ou aprendizado que tem para compartilhar comigo? Se identifica ou gostou de algum dos meus aprendizados?

6 pensamentos e habitos que aprendi com a moda



2 thoughts on “6 pensamentos e hábitos que aprendi na moda”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *